sexta-feira, 2 de setembro de 2016

Cyclotron, uma moto autônoma.

          Minha geração cresceu imaginando que após o ano 2000 teríamos carros flutuando como no seriado animado da Família Jetsons, isso ainda não aconteceu, no entanto, existe um projeto em andamento de uma motocicleta elétrica, autônoma e que poderia levar até dois passageiros sem nunca cair. Seria o fim da adrenalina no motociclismo?

         Um desses esforços para o desenvolvimento de uma moto "autônoma" está sendo realizado pelo engenheiro canadense Xailes Bombardier, da indústria aeroespacial. Bombardier apresentou recentemente um conceito da Cyclotron, inspirado nas motos auto balanceadas C1- Lit Motors.

          O Ciclotron possui um formato fechado, como se fosse um carro, com espaço suficiente para duas pessoas, uma contra a outra, oferecendo uma oportunidade para interagir no interior do veículo ou, como o designer ironicamente diz: "ignorando os outros, enquanto olham para seus celulares" . 

          Um sistema de giroscópio como o Lit C1 manteria o veículo estável em todos os momentos, mesmo quando parado completamente, sem necessidade de apoiar com os pés no chão para evitar que ela caia.

          Um motor elétrico alimentaria ambas as rodas para melhorar a tração no inverno, ou alimentaria apenas um dos pneus para economizar energia, cada Cyclotron se carregaria sem a utilização de fios ou cabos e ainda poderiam negociar, comprar e vender energia de outros veículos em tempo real, dependendo das características de cada um.

   O interior do Cyclotron teria dois assentos ajustáveis e as portas em forma de borboleta, os passageiros (quer dizer, motociclistas) poderiam sair para qualquer um dos lados da rua e a motocicleta também poderia viajar em ambas as direções.

          A moto é autônoma, portanto, não haveria necessidade de ser conduzida, vai para onde o motociclistas solicitar. Bombardier também acredita que o modelo poderá ter outras características especiais, tais como bancos aquecidos, armários de temperatura controlada, som surround ou cancelamento de ruído do sistema ". 

          O Cyclotron funcionaria como um veículo personalizado ou de uma forma de transporte compartilhado. Operadores de táxi poderiam adquiri-los e fazê-los trabalhar em frotas em todo cidades inteiras, isso ajudaria a reduzir o congestionamento rodoviário e energia necessária em comparação com os carros elétricos existentes.

          Enfim, um projeto audacioso que viria a colaborar em muito nesse nosso trânsito caótico, só esperamos que não substitua por definitivo as nossas motocicletas, afinal, existe gosto para tudo.



Nenhum comentário:

Postar um comentário