quinta-feira, 18 de junho de 2015

Providências para viagem de moto na América do Sul

     
          Viajar para fora do país requer uma atenção no que se refere à documentação, muitas vezes o viajante fica preocupado em elaborar a rota e acaba deixando de lado a documentação, foi o que aconteceu com um amigo nosso numa viagem recente ao Ushuaya. Seu parceiro de viagem simplesmente deixou de verificar a documentação de sua moto, acabaram tendo que retornar.

          Abaixo estão elencadas algumas situações para que possamos ter uma viagem tranquila.

Documentos e providências necessárias

a) Documentação da moto - verificar se IPVA, seguro obrigatório e licenciamento estão devidamente pagos e principalmente, se já estão de posse dos documentos atualizados.

b) Financeira - Veículos financiados devem ter autorização para saida do país, é só ligar para o 0800 de sua financeira - LEIAM no link http://www.expedicoeslatinas.com.br/2016/12/autorizacao-para-trafego-de-veiculos.html 

c) Habilitação - Verifique se a sua carteira de habilitação esta dentro do prazo de validade, o PID (veja mais abaixo) não é obrigatório na América do Sul, mas agiliza procedimentos.

d) Passaporte - O passaporte é obrigatório nos países que não fazem parte do Mercosul, ele é válido por 10 anos, não deixem para última hora, pois ele demora um pouco para sair. Mesmo nos países que não é obrigatório, caso do Chile, é interessante levar, tendo em vista as facilidades nos trâmites na aduana com preenchimento de formulários.

e) Vacinação - NÃO É OBRIGATÓRIO levar o Certificado Internacional de Vacinação contra Febre Amarela, a vacinação é recomenda pela O.M.S., MAS , aconselho levar, existem história de policiais pedindo para turistas brasileiros. O certificado é valido por 10 anos a partir do décimo dia após a aplicação da vacina. Não podem tomar a vacina: mulheres grávidas, mulheres amamentando, crianças de até 6 meses, quem tem alergia à albumina (proteína do ovo), diabéticos e portadores do vírus da AIDS, quem faz quimioterapia, recém-transplantados e portadores de doenças crônicas. As vacinas tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola), DT (difteria e tétano) e hepatite B são indicadas como prevenção para qualquer destino. Essas vacinas NÃO são obrigatórias nem pro Peru e nem pra Bolívia, é apenas uma recomendação. Procure orientação médica antes de tomar qualquer medicamento. Não deixe para tomar a vacina na última hora.

f) Carteira Internacional de Habilitação: Não é obrigatório em alguns países, porém, também facilita o trâmite na aduana .

PID - É um documento que permite que o condutor dirija nos países conforme previsto na Convenção de Viena e demais Acordos Internacionais. Somente condutores cadastrados no DETRAN/PR e que já possuam CNH com foto poderão solicitar.

Para obter a permissão o condutor deverá possuir a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), devendo esta estar vigente. O prazo de validade da PID, a categoria da habilitação e as restrições médicas são os mesmos referentes a CNH e na hipótese de ocorrer qualquer alteração no cadastro do condutor a mesma deverá ser incluída no respectivo documento internacional de habilitação.

Para os paranaenses:

Vejam o Link :http://www.detran.pr.gov.br/modules/consultas_externas/index.php?url=http://www.habilitacao.detran.pr.gov.br/detran-habilitacao/pid.do?action=iniciarProcesso

g) Carta Verde: A Carta Verde é um seguro obrigatório para os carros que pretendem trafegar pelos países do Mercosul, portanto valido para Brasil, Uruguai, Paraguai e Argentina.

Reembolso ao segurado, até a importância segurada, das quantias que tiver de pagar por ser civilmente responsável por acidente que causar:

  • danos pessoais, morte, invalidez permanente e despesas médico-hospitalares; 
  • danos materiais. 

Pode ser adquirido em quaquer seguradora no Brasil

h) SOAPEX - Semelhante a Carta Verde, porém é exigido exclusivamente no Chile, começou a ser exigido desde 2013. Aqui do Brasil é possível adquiri-lo via internet através de uma corretora chilena, sendo possível pagar com cartão de crédito internacional e fazer a impressão via internet.

 SOAPEX


Acesse o site :http://www.magallanes.cl/

i) SOAT - É igual à Carta Verde, ele é exigido no Peru, esse documento não é exigido ao passar pela alfandega, deve ser adquirido assim que entrar no país. O valor varia de acordo com o veículo, fiquem atentos, porque eles oferecem o seguro válido por 1 ano, no valor de 240 soles, enquanto que o válido por 1 mês é de 26 soles, o soles é a moeda peruana.

Maiores informações no site oficial do governo peruano: http://www.soat.com.pe/

j) DECLARAÇÃO JURADA - Este documento deve ser preenchido na Aduana antes de entrar na Bolivia, e deve ser guardado até a saída. Para facilitar o trâmite, entre no site do governo boliviano e já cadastre a declaração, leve ela impressa, isso ajuda em relação aos problemas de comunicação.

No site do governo boliviano vocês devem acessar o formulário SIVETUR


Site : http://www.aduana.gob.bo/aduana7/content/ingresar-territorio-bolviano-en-veh%C3%ADculo-particular

Declaración Jurada de Ingreso y Salida de Vehículo de Uso Privado para Turismo



Tabela prática de documentos para viagem na América do Sul


DOCUMENTOS
ARG
PAY
URY
VEN
CHL
PER
BOL
Carteira de Identidade (RG) ou passaporte
X
X
X
X
X
X
X
Comprovante de propriedade do veículo
X
X
X
X
X
X
“Nada Consta” do Detran
X
Carteira Nacional de Habilitação (CNH)
X
X
X
X
X
X
X
PID – Permissão Internacional para dirigir
X
X
Seguro Internacional – Carta verde
X
X
X
X
X
Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV)
X
X
X
X
X
X
X
Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia – CIVP (carteira de vacinação fornecida pela ANVISA)
X
X
 Nota fiscal de bens importados comprados legalmente no Brasil
X
X
X
X
X
X
X



Nenhum comentário:

Postar um comentário