Salta - Argentina

          "La Linda" - Assim é conhecida a cidade de Salta, e existem muitos motivos para isso, não somente a cidade, mas também toda essa região da província de Salta.

         A arquitetura da cidade é fantástica, trazendo uma mistura de culturas com estilo colonial nas casas e ruas e uma herança com tradições culturais anteriores à chegada dos Incas. É uma das cidades que mais preservou a arquitetura colonial em toda Argentina


          Localizada em um amplo vale seco no noroeste da Argentina, rodeado por altas montanhas verdejantes,

uma das atrações da cidade, é poder andar no teleférico e poder apreciar as belas da Cordilheira dos Andes. As belas paisagens serranas de seu entorno e uma pujante indústria viticultora definitivamente estão a colocando na lista de desejos de muitos brasileiros.

          Salta era, no período colonial, uma parada natural para as rotas comerciais que vinham do sul rumo às minas de Potosí, na atual Bolívia. Com a independência da Espanha e o desmembramento dos estados, a cidade entrou em um estado de letargia. Isso promoveu duas marcas indeléveis nos salteños: um orgulho atávico por sua cultura local e a preservação de seu legado arquitetônico. Isso já seriam dois ingredientes que tornam Salta um destino bem atraente, mas não são os únicos.
A cidade é uma sede episcopal, conta com duas universidades, uma delas a Universidade Nacional de Salta, possui numerosas instituições de nível superior, incluindo vários museus e bibliotecas. Cito esta informação porque o turista ao chegar à cidade perceberá um alto grau de cultura da cidade, é muito gostoso andar pelo centro de Salta e perceber isso, é sabido que os argentinos tem o hábito da leitura na América latina.

          Um dos maiores atrativos de Salta é o seu centro histórico. Aqui se encontram diferentes edificações
 que datam da época da colônia e de quando a cidade foi fundada. Muitas delas têm sido restauradas e remodeladas, mas continuam mantendo a sua essência arquitetônica original. Alguns dos lugares mais significativos são o Museu do Cabildo Histórico, a Catedral Basílica de Salta, a Igreja de la Merced, a Igreja e Convento de San Francisco, o Convento San Bernardo, o Museu Pajarito Velarde, e também vários casarões distribuídos por toda a cidade.


Cabildo de Salta
CABILDO DE SALTA

          Cabildo colonial é o nome dado às corporações municipais instituídas na América Espanhola durante o período colonialque se encarregavam da administração geral das cidades coloniais. Era o órgão que dava representatividade legal à cidade, através do qual os habitantes resolviam os problemas administrativos, econômicos e políticos do município.

          O cabildo é derivado de instituições similares da Espanha medieval, transplantadas à América pelos primeirosconquistadores já no século XVI





CATEDRAL DE SALTA

          A Igreja Catedral de Salta foi construída onde estava a primeira catedral da cidade. A edificação é da segunda metade do século XIX. 

          É um Monumento Histórico Nacional; na parte posterior funciona o Museu Catedralício.










IGREJA DE SÃO FRANCISCO

         A Igreja de São Francisco de Salta é um dos mais belos edifícios de estilo neo clássico do século XIX na Argentina. 

         Sua fachada e seus muros vermelhos aparecem em muitos cartões-postais da cidade.








TREN DE LAS NUBE 

         Uma das coisas mais pitorescas e fascinantes que o viajante encontra na província de Salta, no limite com Chile sobre a Cordilheira dos Andes, é o ramal C-14 do Ferrocarril General Belgrano, mais conhecido como Trem das Nuvens ou Trem às Nuvens por ter partes por onde se circula por cima dos 4.000 metros sobre o nível do mar. Pela sua grande altura, muitas vezes podem ser apreciadas nuvens debaixo dos pontes ou nas ladeiras.




          Depois, na legendária Puerta Tastil, o trem vai penetrando lentamente num mundo pouco conhecido. A lenda assegura que os índios diaguitas golpeavam no cume do cerro antes de penetrar no vale, daí o nome desta localidade. 

          No extraordinário percurso se chega, após a Meseta, em um lugar onde a solidão abrange todo o horizonte, a 2,844 msnm.






Para reservar a passagem, acesse site do governo argentino:
http://www.trenalasnubes.com.ar/noroeste_argentino/default.aspx





CIERRO DE LOS SIETE COLORES

A 178 km de distância tem o Cerro de los Siete Colores, uma das maiores atrações turísticas do nort
e da Argentina. Originado em torno de 75 milhões anos atrás, o Cerro de los Siete Colores é feito por mar, sedimentos lacustres e fluviais, resultando na magnífica policromada que serve como pano de fundo para Purmamarca.



 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 




Nenhum comentário:

Postar um comentário