Campo do Tenente - Paraná

          Remontam ao ciclo do tropeirismo as origens históricas do povo tenenteano. Do tempo em que se transportava gado dos pampas gaúchos até a Capitania de São Paulo, através do histórico “Caminho Sorocaba-Viamão”.


          É fato que nesse caminho, única comunicação terrestre de São Paulo com a parte sul do país, permitiu que a longo de seu trajeto surgissem inúmeras povoações, mais tarde importantes cidades.


          Dotado de lindas paisagens, o município de Campo do Tenente, foi roteiro do “Caminho das Tropas”, antiga atividade  econômica de transporte de bovinos, ligando o sul ao centro do país. Ao longo do seu território em contrastes com as imensas e planas áreas cultivadas, encontramos os casarões do início do século XIX e atrativos turísticos especialmente projetados para a pesca e lazer.


        Nessa bucólica rural do município encontra-se edificado o “Mosteiro Trapista Nossa Senhora do Novo Mundo”, único templo brasileiro da Ordem Cisterciense da Estrita Observância (Monges Trapistas). Cercado de mata nativa, construído em estilo moderno, é dotado de hospedaria e procurado para retiro espiritual, se constituindo em ponto turístico – religioso, assim como a Igreja Matriz de Cristo Rei e a de São Sebastião. As capelas: do Morro de Santa “Ana e do Morrinho da Santa Cruz) são outros belos pontos turísticos, sua vista panorâmica e seu silencio proporciona momentos de reflexão e paz. Somados a isso, a nova Casa Cultural DOM POLSKI – (Braspol) , os casarões históricos, túnel da linha férrea do Pau – de – Casca; Ponte Férrea sobre o rio da Várzea, entre outros belos e imponentes pontos turísticos naturais.

          A lenda urbana sobre a cidade esta relacionada ao monge São João Maria, também conhecido como o Monge da Lapa:


          Nos primeiros anos do século XX, em data incerta, constitui-se parte das lendas locais um monge chamado São João Maria, que peregrinava pelo sertão afora propagando palavras divinas.


          Conta-se que em um momento de descanso o monge saciava a sua sede num riozinho que corta a nossa cidade. Confundia-se com um verdadeiro andarilho, pois andava mal-trajado, barbas longas e cabelos descuidados. A molecada, num gesto de provocação e malcriação atirou-lhe pedras; o que deixou o monge extremamente irritado.

          Por isso, ele rogou uma praga: “esta cidade se desenvolverá somente de um lado do rio e o outro estará fadado a um futuro sem prosperidade”. Misteriosamente a profecia vem se realizando, pois a cidade de Campo do Tenente está crescendo somente para o lado abençoado e apontado pelo monge.

          Campo do Tenente está a 82 km de Curitiba pela BR-116 sentido Mafra/SC. No caminho há uma praça de pedágio em Fazenda Rio Grande. Se preferir, pode seguir até a Lapa e de lá para Curitiba, porém, o pedágio na saída daquela cidade é mais caro, na verdade eu aconselharia a ir por uma e voltar pela outra, são duas belas estradas. Para quem gosta de um retiro espiritual, tem o Mosteiro Trapista (http://www.mosteirotrapista.org.br/index.php ), não existem outras pousadas no município. Para comer, há uma churrascaria anexa ao posto situado no principal trevo de acesso. Se tiver tempo, visite também o Morro de Sant’Ana, com 802 metros de altura, de onde se tem maravilhosa vista panorâmica da região.
























Nenhum comentário:

Postar um comentário