segunda-feira, 17 de outubro de 2016

V Cabrini 1600 - Uma moto artesanal

          Estivemos em Pontal do Sul a convite de nosso amigo Kao Bianchini com a intenção de efetuar um passeio pela Ilha do Mel, levamos conosco o casal colombiano Juan Esteves e Carol, eles estão percorrendo toda America Latina de moto, mas antes o Kao Bianchini quis nos apresentar seu amigo Cabrini, motociclista, membro do Moto Clube Pontal Motors e proprietário da Cabrini Motos.

          Para nossa surpresa, logo após nossa entrada percebemos o "esqueleto" de uma AME 1600, a Amazonas, também chamada de Motovolks, nasceu no início dos anos de 1970 sendo a primeira moto no mundo a ter marcha à ré, além de ser uma verdadeira salada de peças de carros e caminhões da época, Cabrini havia desmontado sua moto para dar uma boa manutenção.

          Mas a surpresa maior estava por vir, Cabrini desenvolveu um projeto de uma moto 1.600 cc e colocou seu projeto em prática,  vamos aos seus relatos.


O GRANDE SONHO DE UM MENINO POBRE RICO EM IDÉIAS ....

"O meu grande sonho é fabricar motocicletas, eu trabalho pensando nelas, eu me distraio pensando nelas, eu me divirto pensando nelas...E quando chega a noite eu vou me deitar, me surgem milhões de idéias referentes a ela (para mim, a moto, a moto é ela) e quando o sono vem , sonho, sonho, sonho que fabrico motos, mas não sou o dono, diretor, operador, soldador, faxineiro, vendedor, o promotor, no sonho sou tudo o mesmo tempo, acompanho cada detalhe , minha mente é um projeto 3D, em constante movimento, uma loucura".

          A ideia de construir uma motocicleta de grande cilindrada, surgiu a mais de 30 anos, quando ainda não tínhamos motos de alta cilindrada aqui no Brasil, e as que tinham eram importadas e pouco acessíveis a grande maioria. Foi assim que resolvi fabricar a primeira moto.



          Comprei um motor de fusca, com nota fiscal e tudo mais; tinha também a caixa de marchas, completa. Completa mesmo, completamente tudo para ser recondicionado; não tinha nada que desse para ser usado de primeira.

          Dessa brincadeira aprendi a profissão de mecânico modestamente a vontade era tão grande que fiquei afinado nesta profissão.

         Coloquei o motor acoplado na caixa de troca em cima de alguns calços para ter noção da altura e poder rabiscar alguns traços em volta da mesma.

          Devo ter feito mais ou menos uns cinquenta desenhos de monobloco, e em cima do monobloco mais uns cinquenta de designer do tanque, banco, rabeta e lateral.

          Quando finalmente decidi o que queria, meu irmão me disse que as motos esportivas estavam em alta no momento. E era verdade, até então tinhamos a CB 400 da Honda como grande cilindrada e as importações de motos de mais cilindradas estavam começando a ser legalizadas.

          Então recomecei tudo de novo... Redesenhei todo o projeto e assim nasceu a V Cabrini 1600 cc.




FICHA TECNICA
Motor: tipo 4 cilindros, 4 tempos, motor boxer
Refrigeração: Ar
Cilindrada: 1600 cc
Cambio: 4 marchas e 1 marcha ré
Transmissão: corrente, do lado direito
Embreagem: monodisco à seco
Partida: elétrica
Capacidade tanque: 2 tanques de 12 litros cada
Carter: 2,5 litros
Transmissão: 1,5 litros
Quadro: monobloco
Alimentação: 01 carburador
Potência máxima: 56 cv/4200 rpm
Peso: 230 k
Comprimento: 2,335 mm
Largura: 1,100 mm
Altura: 0,940 mm
Entre eixos: 1,735 mm
Pneu Dianteiro: 120/80-16
Pneu Traseiro: 160/60-16
Freio Dianteiro: 02 discos
Freio Traseiro: 01 disco
Suspensão Dianteira: garfo telescópico
Suspensão Traseira: monochoque































Nenhum comentário:

Postar um comentário