quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Qual a melhor moto para viagens?

          Essa é uma das perguntas mais frequentes e com certeza  uma das mais difíceis de responder. O mercado para motos de viagem esta em crescimento, mesmo com a crise que estamos enfrentando, existem estilos diferentes de motos e estilos diferentes de pilotos.

          Motociclistas brasileiros estão descobrindo o prazer de rodar pelas entradas, seja em rotas tupiniquins ou pela América Latina, para realizar essas viagens é preciso que a moto tenha um bom desempenho, elevada autonomia e acima de tudo ofereça conforto para longas jornadas.

          Uma das diferenças esta relacionada ao uso, aquele modelo de moto que pode ser muito pratica no dia a dia na cidade pode não ser o ideal para uma longa viagem. Os modelos habitualmente encontrados em nossas estradas são:

Big Trail 

          Sou suspeito em comentar, para o estilo de viagens que realizo a Big Trail me atende melhor. Embora o sonho de consumo seja uma BMW R 1200 GS , considerada o ícone das Big Trails, vou tocando minhas viagens com meu Trovão Azul (foto acima), uma VStrom DL 1000 que me atende muito bem. 

          A vantagem das Big Trails esta na possibilidade de encarar qualquer terreno, você pode sair sossegado para viagem e se no meio do caminho tiver algum desvio de asfalto ou alguma estrada de terra a viagem segue sem preocupação.

          A outra vantagem das Big Trails esta na posição de pilotagem, nossas rodovias são muito esburacadas, por conta disso, o fato de você pilotar de forma mais ereta faz com que todo o apoio se concentre nas pernas, poupando dessa forma a sua coluna, além de proporcionar mais segurança.

Touring 

          É o mais próximo que uma motocicleta pode chegar de um carro. São motos robustas, desenhadas especialmente para aguentar grandes percursos, com tanques de combustível de grande capacidade, proteções contra vento, assento confortável e bagageiro.

          Possuem motores de média a grande cilindrada, variando entre 600cc a 1200cc. Apesar do conforto e itens de série que acabam por melhorar a vida de quem está pilotando, as motocicletas dessa categoria geralmente são bastante pesadas, exigindo maior experiência do piloto.

          Os modelos da Harley-Davidson são os mais conhecidos dessa categoria. Um destaque importante vai para a Honda GoldWing.


Sport touring

          Outra classe de motos extremamente versátil é a das sport touring. Algumas delas são desenhadas especialmente para viagens, mas a maioria são motos sport modificadas com o garfo dianteiro reforçado, alforjes de fábrica, uma carenagem mais ampla, pára-brisas mais alto e um assento com posição mais confortável.





Motos Standard
          Essa categoria contém modelos indicados para enfrentar qualquer condição, as Standards desempenham um bom papel para os que desejam pilotar na cidade, na estrada, em uma longa viagem ou mesmo no dia a dia.


As Standards são motos básicas e podem ser otimizadas de acordo com a necessidade do piloto, possuindo para longas viagem acessórios como:

Banco para touring;
Pára-brisas;
Alforjes;
Bagageiro;
Encosto de garupa.




Motos Cruisers

          Outra opção válida para viajar são as cruisers, uma variante das custom vocacionadas para quem gosta de acumular quilômetros. Com posição de condução bastante diferente dos segmentos já mencionados, apelam a um ritmo calmo e relaxado, sem colocar ênfase em prestações ou capacidades dinâmicas. O que não quer dizer que as atuais cruisers não permitam desfrutar da condução.

          O modelo Cruisers possui motor e suspensão modernas que tornam o estilo em uma categoria prática para viagens e estilosa.

          A principal vantagem das Cruisers é a altura do assento que possibilita que pilotos mais baixos alcancem o chão com facilidade e ainda torna mais fácil o embarque de passageiros na moto.

          O modelo pode receber acessórios para viagem e ainda possui o diferencial de em alguns casos já vir equipada para viagens.




6 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Peço atenção no item peso da moto. As bigtrails passam facilmente de 250 kg's e em caso do puloto estar sozinho, fazendo um off road, levantar a moto em caso de queda é uma preocupação, isso qdo a moto não cai em cima da perna do piloto ...

    ResponderExcluir
  3. E aquela que vai e volta sem te dar nenhuma dor de cabeça

    ResponderExcluir
  4. Eduardo,os cilindros da GS 1200 ajudam bastante para levanta-las e não prender as pernas.Sao motos pesadas isso é verdade,mas fantásticas em estradas de asfalto principalmente.

    ResponderExcluir
  5. Uma V Strom 650 não seria uma moto ideal para essas aventuras, já que é mais econômica, mais leve do que as outras big trails? Tenho uma DL 650 tem alguma restrição quanto a isso??

    ResponderExcluir