segunda-feira, 22 de maio de 2017

Melhor época para ir ao Atacama de moto

          Essa é sem dúvida a primeira pergunta que me fazem quando falo em Deserto do Atacama. Bem, esse é um dos lugares mais áridos e secos do planeta, ele está localizado na região norte do Chile até a fronteira com o Peru, possui cerca de 1000 km de extensão. Embora tenha chovido no inicio de 2017, os registos dizem que fazem mais de 500 anos que não tem uma chuva significativa por lá.

          O clima no Deserto do Atacama é magnífico durante o ano inteiro, com mais de 90% de dias de sol radiante. Durante o verão (janeiro, fevereiro e março) a máxima fica em torno dos 27 °C, chegando às vezes aos 32 °C. A mínima durante a noite é de 16 °C. Entre janeiro e março, o chamado inverno do altiplano deixa cair chuvas ocasionais. No inverno (junho, julho e agosto) a temperatura média no dia é de 22 °C e à noite 4 °C, descendendo em casos extremos a -2°C. Em qualquer que seja a estação,a dica é nunca de esquecer de levar sempre agasalho durante os passeios, e tome muita água.

          Ou seja, verificamos que andar de moto no deserto não é problema, desde que se faça durante o dia, o risco de andar à noite não é pelo frio, mas pelo "deserto" que se torna o deserto. Ninguém circula durante a noite por lá, os caminhoneiros estacionam à beira da estrada em lugares próprios. Postos de gasolina são raros e encontram-se numa distância muito longa um do outro.

          A questão é: Chegar no Atacama de moto

          Para isso temos que passar pela Cordilheira dos Andes e também pelas aduanas Brasil/Argentina e Argentina/Chile, temos que considerar duas vezes a palavra tempo (Clima e duração)

           Existem caminhos diferentes para os brasileiros e todos passam pela Cordilheira dos Andes. Quem mora mais ao sul do Brasil provavelmente irá por Mendoza (ARG), passando por Santiago (CHI) e então subindo ao norte. Outro caminho mais conhecido segue por Salta (ARG) e depois para San Pedro de Atacama (CHI), existem outros poucos utilizados por serem um trecho de ripio, são usados mais pelos amantes de bigs trails, Paso San Francisco que sai em Calama e o Paso Agua Negra próximo de Mendoza.

          Para cruzar a Cordilheira é interessante evitar o período que compreende da segunda quinzena de abril até o fim da primeira quinzena de setembro, onde o frio é mais intenso, a não ser que você queira ver muita neve, também existe também a chance de encontrar uma chuva congelada, a qual deixa o asfalto liso pra caramba. Por conta disso, a própria policia acaba interditando a estrada por um dia ou até mais.

          No que se refere ao tempo (duração), o problema esta em atravessar a aduana em períodos de férias, janeiro por exemplo, onde as filas são intermináveis e você pode acabar passando um bom tempo à espera. Como já mencionamos em outra matéria, no caso de Paso de Jama, para quem esta de moto a regra é que se faça a processo aduaneiro e esteja liberado até por volta as 15 horas, tendo em vista que dali para frente você irá continuar subindo a cordilheira por mais alguns quilômetros antes de pegar uma imensa descida que leva até San Pedro de Atacama.

           Ainda sobre janeiro, devemos lembrar que além de ocasionar filas intermáveis na aduana, o movimento em hoteis, hostels e hospedarias é muito grande, você deve se preocupar em realizar as reservas, além de ser mais difícil conseguir um quarto para dormir, o preço nesse período vai lá las alturas.

          O que segue abaixo são as características da região do deserto do Atacama, viajar para lá de moto deve ser considerado o que foi mencionado sobre a passagem pelas Cordilheiras.


Deserto do Atacama em Dezembro, Janeiro e Fevereiro


          São nesses meses que as raríssimas e esperadas gotas de chuva podem cair em algumas partes do deserto. Esse fenômeno meteorológico é conhecido como inverno altiplânico e não deve ser algo para impedir a sua viagem – você na verdade poderia presenciar algo raro. Leve em consideração que dificilmente as chuvas no Atacama ultrapassam 35 milímetros por ano – isso é menos do que um dia de chuva forte em uma grande cidade.


Deserto do Atacama em Março, Abril, Maio


          São meses ótimos para visitar o Deserto do Atacama. As temperaturas são mais amenas durante o dia e não tão frias durante a noite. A possibilidade de céu aberto é altíssima – como em praticamente todo o restante do ano. A diferença entre a temperatura do dia para a noite pode variar de 10 a 15 graus.


Deserto do Atacama em Junho, Julho e Agosto


          Os meses do inverno no Atacama são bem movimentados. As temperaturas durante o dia são bem agradáveis, girando em torno dos 22ºC – e isso atrai mais viajantes. A noite pode esperar por temperaturas próximas a zero – isso não considerando os lugares de maiores altitudes. Em passeios como os Geysers El Tatio se prepare para mínimas de -14º ou até mais baixas antes do sol nascer.

Deserto do Atacama em Setembro, Outubro e Novembro

          Assim como março, abril e maio, esses também são meses bons para visitar o Atacama. As temperaturas são mais agradáveis e variações não tão acentuadas. Em setembro podem ocorrer tempestades de areia, mas é um fenômeno raro.

24 comentários:

  1. Um amigo planejou a viagem em Março e a Cordilheira estava fechada devido a Neve e gelo na pista. Parou em Salta e teve de voltar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Cordilheira é uma incógnita, janeiro desse ano também nevou, eu estava lá, mas isso não é umaregra

      Excluir
    2. Boa tarde. Como ele ficou sabendo em Salta que a Aduana estava fechada? Entrou em algum site?

      Excluir
  2. Eu e um amigo fomos em outubro de 2016, por passo Jama. Fomos liberados na aduana as 15:30. Chegamos a são Pedro do Atacama ao entardecer. Belíssima viagem. Natureza incrível. Vontade de retorno.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bacana Claudio - depois da Aduana você continua a subida e chega ao topo - sairam num horario bom e puderam aproveitar a paisagem. show de bola!!

      Excluir
  3. Estou programando para conhecer o deserto do Atacama em Marco/18. Moro em BH, entao gostaria de saber qual o melhor roteiro?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pretendo ir em maio/18, mande um e-mail:
      a_aamauri@yahoo.com.br

      Excluir
    2. Você segue até Foz do Iguaçu
      Entre na Argentina e siga até Corrientes (630 km), depois para Salta (830 km) e depois San Pedro de Atacama (590km)

      1)Caso queira, ao inves de tocar os 830 km, voce pode parar no Pampa del Infierno , nesse caso, sugiro que ao invés de parar em Salta voce pare em San Salvador de Jujuy, um pouco mais a frente, assim voce estaria a apenas uns 480 km de San Pedro

      2) Outra opção, caso queira aproveitar melhor a Cordilheira, seria pernoitar em Susque, dentro da Cordilheira.

      Em todos os casos, é importante voce respeitar uma regrinha, voce deve estar na aduana Argentina-Chile até umas 15h, pois, o trâmite na aduana pode demorar e voce ainda tem uns 150 km pra vencer, entrar na Cordilheira no fim de tarde pode te representar perigo de passar frio ou pegar uma neve, ainda maisn indo em maio

      Excluir
    3. Também moro em BH, se deixar para Setembro/2018 vamos juntos. Meu email: odeciocampos@gmail.com.

      Valw

      Excluir
  4. Boa dicas, estou planejando para abril de 2019.

    ResponderExcluir
  5. Boa dicas, estou planejando para abril de 2019.

    ResponderExcluir
  6. Estou no planejamento ainda... tenho uma dúvida, ouvi relatos de que a RN16 é uma rodovia perigosa e muitos preferem pegar apenas uma parte dela e depois descer até Termas do Rio Hondo. Sigo o retão da RN16 até Salta ou desço para Termas do Rio Hondo?

    ResponderExcluir
  7. Perigosa não, existe apenas um trecho próximo a Pampa del Infierno que o asfalto é muito, mas muito ruim, nesse mesmo trecho você tem animais na pista - como o asfalto é ruim, automaticamente você andara devagar - agora - se eles consertaram a pista (faz 4 meses que passei por lá) , voce devera tomar cuidado com os animais na pista, apenas isso.

    Ir por Rio Rondo é uma opçõa turistica - la esta a pista onde se realiza a corrida de moto velocidade mais conhecida da Argentina.

    ResponderExcluir
  8. Ola Rogério, algum hotel em Pampa del inferno que possa indicar para passar a noite? Pretendo ir agora em Abril/18 e gostei das suas dicas quanto ao trecho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então - em minhas rotas costumo ficar em Corrientes e de lá sigo para Salta. Vou ficar te devendo.

      Excluir
  9. Passei pela estrada, de Pampa del Inferno, há um mês, e a estrada continua cheia de buracos.

    ResponderExcluir
  10. estava querendo ir em agosto mais me falaram que pode ser perigoso por causa das pistas congeladas, estou pensando em antecipar para maio, o que vc acha?? obrigado

    ResponderExcluir
  11. Olá Bom dia......Irnando, estamos(casal) nessa situação também......estávamos pensando em ir na primeira semana e agosto....... mas tem grandes possibilidades de haver bloqueios nos pasos e muita neve..........também pensando em ir na segunda quinzena de maio (15 dias) ....o que vocs acham?.

    ResponderExcluir
  12. A previsão para maio na região de Los Andes esta acima de 10 graus, porém, na região de Puente del Inca já é de NEVE.
    https://www.accuweather.com/pt/AR/Puente-del-Inca/9958/may-weather/9958?monyr=5/1/2018

    ResponderExcluir
  13. Bom dia!

    Estou planejando ir na segunda quinzena de Abril 2019 saindo do Rio Grande do Sul e indo até San Pedro Atacama. Quem tiver interesse de viajar neste período é só fazer contato via WhatsApp 51 98107 1340.

    Gediel.

    ResponderExcluir
  14. Tenho interesse em Julho 2018
    Adentrando por Bernardo Irigogen - Barracão.

    Ir até San Pedro Atacama.
    Como vou com um 4x2 e um menor alguém tem dicas ou quiser ajudar meu whats 46 98412-9800 será que devo evitar essa época?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Julho é uma epoca de inverno já rigoroso, é interessante você verificar como andam as aduanas antes de seguir viagem, geralmente eles fecham a estrada por alguns duas e carros para andar nessa epoca devem levar correntes para os pneus, segurança.

      Excluir
    2. https://www.youtube.com/watch?v=BzeX4sE8OPI

      Excluir