quinta-feira, 30 de junho de 2016

Pilotar à noite

          Começo dizendo que não é aconselhável, a maioria dos motociclistas condenam, a visão fica reduzida em relação à vista durante o dia, a noção de espaços fica imprecisa, diminui também a noção de profundidade e o perigo de ficar com a visão ofuscada pelos faróis dos veículos pode ocasionar um acidente, existe ainda o risco de animais e buracos na pista.

          Por outro lado, sou obrigado a confessar que adoro uma viagem noturna e digo que é uma das experiências mais fantásticas sobre duas rodas, principalmente no cair da noite, onde o sereno sobre as plantas ainda quentes faz exalar um aroma agradável à beira da rodovia.

          Nosso Moto Clube, o Viragopr, costuma realizar passeios noturnos saindo de Curitiba até o Posto Panorâmico em Vila Velha, fica próximo a cidade de Ponta Grossa, realizamos isso geralmente em noites de lua cheia, onde as noites são mais claras, são apenas 70 km mas é muito divertido.

Chegando em Oruro - Bolivia
          Já realizei muitas viagens em período noturno, Curitiba-São Paulo pela Régis Bittencourt foi uma delas, a estrada é duplicada em toda sua extensão é isso facilita muito. De Curitiba até Apucarana são 360 km e apenas 1/3 duplicado, viagem assim deve ser realizada com mais cuidado, os veículos que vem em sentido contrário não conseguem identificar de imediato a motocicleta, então é comum receber sinais de luz alta.

          Fora do Brasil realizei alguns trechos, Copiapó a Chanaral no Chile, Corrientes a na Argentina, Puerto Maldonado a Assis Brasil no Peru, Uyuni à Oruro na Bolívia.

         Essas viagens serviram para aprimorar a minha pilotagem, todas realizadas com cuidado redobrado, algumas orientações devem ser observadas, vamos a elas:

  1. Procure ser visto, aumente sua presença visual na estrada, evite roupas de couro e utilize jaquetas com faixas refletivas ;
  2. Verifique a iluminação de sua moto, veja o angulo e também coloque lampadas mais brilhante. Se acaso a luz de freio for pequena o interessante é substituir por outra maior.
  3. Instale faróis auxiliares, mas cuidado, em alguns lugares é proibido trafegar com faróis altos, na Argentina por exemplo;
  4.  Coloque fita refletiva em sua moto ou no bauleto;
  5. Não deixe a confiança tomar  conta de você, o fato de já conhecer o caminho não torna a estrada mais segura, alguns imprevistos podem aparecer, um buraco ou óleo na pista;
  6. Evite fazer corredor enquanto os veículos estiverem em movimento, principalmente se for entre caminhões;
  7. Reduza a velocidade em relação às viagens diurnas que você pratica;
  8. Para evitar o ofuscamento da visão, procure não olhar diretamente para os faróis dos carros que trafegam em sentido oposto.
  9. Não queira vencer o sono, ele é mais forte, pare e lave bem seu rosto e tome um bom gole de café;
  10.  Não utilize viseiras escuras e mantenha sempre abaixada, o risco de insetos invadirem seu capacete no incio da noite é grande.

          Essas são apenas algumas dicas, mas você deve ter em mente que é a sua conduta que trará a sua segurança, proteja a sua vida.




8 comentários:

  1. Rogério, o mirante da graciosa também é uma ótima opção à noite, principalmente agora no inverno. Um chimarrão ou uma garrafa de chá ou café são ótimos para ficar apreciando a paisagem e bater papo com a vista incrível. Um abraço. Orlando Peregrinos da Estrada MA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Abraço Orlando, recentemente fizemos o pedaço original, ali em Quatro Barras, e realmente, tinha me esquecido do Mirante, numa dessas noites de lua cheia quero ver se chego lá.

      Excluir
  2. Eu também adoro. Todas as vezes que vou pra Colombo pelo Rastro da Serpente,faço à noite com neblina. Sei que é perigoso, mas eu gosto.Já fiz o trecho ES/BA à noite também,e com chuva, mas não faria novamente não. Ali é tenso. Sem sinalização de solo não dá.Mas algumas loucuras noturnas são demais, tipo Serra Taubaté/Ubatuba e Serra do Rio do Rastro com chuva e nevoeiro.Eu gosto muito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa estrada em noite de lua cheia deve ser um espetáculo, com neblina é bom também, rsrss, mas não fica assombroso? Eu já fiz a estrada da Graciosa com algumas motos, as luzes misturada à neblina fica bacana pra caramba.

      Excluir
  3. Tambem curto muito viajar a noite. E ma delas é em direção a Florianopolis, saindo daqui da divisa com PR (Rio Negro) diversas vezes fiz isso. Valeu pelas recomendações. (Mario Blumenthal)

    ResponderExcluir
  4. Muito boa a matéria. Eu constantemente viajo a noite de moto, ainda mais que trabalho com a minha moto. No final do ano passado fui a Imbituba/SC e sai de casa as 2h da manhã, quando cheguei em Itajaí/SC tinha um acidente na rodovia, com um animal, realmente refleti melhor sobre as viagens noturnas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, o problema é justamente com animais, muitos são atraídos pelas luzes do veículo. Eu gosto muito de andar a noite, mas faço com todo cuidado, nem pensar em velocidade.

      Excluir