quarta-feira, 27 de maio de 2015

Vila Velha - Ponta Grossa - Paraná


VILA VELHA

O Parque Nacional de Vila Velha é uma boa opção de passeio e turismo - localizado na cidade de Ponta Grossa, seu acesso único é pela BR 376 no km 28 sentido Curitiba, fica a 92 km da capital paranaense.

Considerado o principal atrativo Natural de Ponta Grossa, esta Unidade de Conservação é composta por três principais elementos: Arenitos, que são formações rochosas que apresentam formas variadas, como: a taça, o camelo, entre outras; Furnas, que se caracterizam por grandes crateras com vegetação exuberante e água no seu interior (lençol subterrâneo) e Lagoa Dourada que possui este nome porque ao pôr do sol suas águas ficam douradas.

O parque conta com uma boa infra estrutura e também com pessoal para orientar os visitantes. Para fazer toda a caminhada pelo parque é realizada uma palestra logo no inicio, onde os visitantes tomam conhecimento da história e também são orientados sobre a preservação e conservação do local.

O roteiro é realizado com um ônibus acompanhado de guia turístico, a visita começa pelos Arenitos, que são as formações rochosas que levam o nome de Vila Velha, depois seguem para a Lagoa Dourada e na sequência as Furnas

O Parque Estadual de Vila Velha, que durante os anos de 2002 e 2004 esteve em processo de revitalização, teve algumas de suas áreas recuperadas. Todos os passeios são feitos por trilhas e acompanhados de guias do próprio parque.

Tombado pelo Departamento do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado em 1966, abriga uma fauna variada: lobos-guará (já raros), jaguatiricas, quatis, gatos-do-mato, cachorros-do-mato, iraras, furão, catetos, veados, tatus, pica-paus, pombas, perdizes, tamanduás-bandeira e mirins, diversos tipos de aves, entre outros.

A responsabilidade administrativa do parque é do IAP (Instituto Ambiental do Paraná).

DICA: No local existe apenas uma lanchonete, não possui nenhum restaurante - o ideal é chegar cedo e conhecer os Arenitos pela manhã, deixando para visitar Furnas e Lagoa Dourada no período da tarde - Na BR 376 a 2 km do parque tem o Restaurante Panorâmico, ou quem preferir pode ir até Ponta Grossa.

Horário de Visitação: 8h30 às 15h30.

* Fechado às terças-feira para manutenção.

Entrada:
- Brasileiros: R$ 18,00 (Furnas, Arenitos e Lagoa Dourada)
R$ 8,00 (Furnas e Lagoa Dourada)
R$ 10,00 (Arenitos)
- Estrangeiros: R$ 25,00 (Furnas, Arenitos e Lagoa Dourada)
R$ 10,00 (Furnas e Lagoa Dourada)
R$ 15,00 (Arenitos)
- Estudantes com carteirinha e residentes com comprovante de luz/água/ título de eleitor pagam MEIA-ENTRADA.
- Pessoas acima de 60 anos, crianças até 6 anos e portadores de necessidades especiais são ISENTOS DE TAXA DE ENTRADA.

Telefone: (0** 42) 3228-1138

Facebook: www.facebook.com/parquevilavelha
E-mail: agendamento.ecoparana@ecoparana.pr.gov.br (agendamento de visitas)


FURNAS

As furnas, localizadas a 3 km dos Arenitos de Vila Velha, são crateras circulares de grande diâmetro que
aparecem isoladas na vastidão dos campos. Também são conhecidas como Caldeirões do Inferno. Em número de três, as paredes verticais atingem uma profundidade de mais de 100 metros e apresentam um volume de água que atinge, aproximadamente, a metade desta profundidade.

Em uma das furnas foi construído um elevador panorâmico que vence um desnível de 54 metros. O elevador dá acesso ao interior da furna, sob uma plataforma flutuante, localizada a três metros do nível da água. Uma escada dá acesso à plataforma que permite uma visão rara da formação rochosa.

   

Visitantes costumam comentar a sensação de harmonia e tranqüilidade proporcionada pelo panorama visto de dentro da furna: a proximidade com a água, o reflexo do sol em meio à vegetação e ao rochedo. A garoa formada pelas águas suavemente lançadas das rochas formam pequenos arco-íris e completam o exuberante cenário.
LAGOA DOURADA

A Lagoa Dourada, localizada a apenas 15 minutos de Ponta Grossa, possui 320 metros de diâmetro e, no máximo, 3 metros de profundidade. O local tem um encanto especial, principalmente ao crepúsculo. As águas, refletidas pelo sol, tornam-se douradas. Ao redor da Lagoa, a vegetação é densa e de grande porte.



A Lagoa Dourada tem a mesma origem das Furnas. Há uma ligação subterrânea entre elas através de um lençol freático. O nível das águas é o mesmo das Furnas. No entanto, um desnível do solo a transforma em crateras profundas. A Lagoa pode ser considerada uma furna senil. Com o grande assoreamento que recebe, segundo os espeleólogos, a Lagoa está em fase de extinção.
























quarta-feira, 20 de maio de 2015

Caverna do Diabo - Eldorado - SP

O Parque Estadual Caverna do Diabo se situa em meio a Mata Atlântica, no Vale da Ribeira, região
sul do estado de São Paulo e abrange os municípios de Barra do Turvo, Cajati, Eldorado e Iporanga. O Parque abriga uma das maiores cavernas do estado, a Caverna do Diabo, que possui estruturas de corrimões, passarelas e iluminação que facilitam o acesso dos turistas. O parque possui uma área de  40.219 ha e faz parte do Mosaico de Jacupiranga juntamente  com outras 13 unidades de conservação.

A caverna possui cerca de 6.340 metros de galerias topografadas, possui um desnível de 175 metros. Possui grandes salões ricamente ornamentos, de extrema beleza cênica, com imensas colunas calcíticas e uma infinidade de espeleotema. A visita é acompanhada de um guia, este vai detalhando cada trecho e explicando cada
formação existente no caminho. Ao final do percurso ele reúne os turistas e então conta a história do local, não pretendo estragar o fim da história e adiantá-las a vocês, façam uma visita no local que vale muito a pena.

Para aqueles que tem disponibilidade de tempo e de alguns dias, é interessante se hospedar em alguma pousada da região, mas atentem-se e façam isso através de algum site seguro, existe um relato de um amigo que disse ter realizado reserva numa hospedagem que já havia encerrado suas atividades.




Além da Caverna do Diabo, na região tem a Cachoeira do Araçá, uma trilha bem visitada devido a proximidade do local, são 815 metros, numa caminhada de uma hora.




O Mirante do Governador cruza áreas de floresta e termina do Mirante, de onde, em dias claros, é
possível ver grande parte do Vale da Ribeira.












A Queda do Meu Deus / Vale das Ostras é formado pelo Ribeirão das Ostras, o rio que atravessa dentro da Caverna do Diabo para depois desaguar no Rio Ribeira de Iguape, passando por diversas
cachoeiras, inclusive a Queda de Meu Deus, uma cachoeira de 53 metros.







DICA 1: O local fica em plena Mata Atlântica, existe uma certa carência de internet na região, para acessar a caverna paga-se uma taxa de R$ 20,00 por pessoa destinados à conservação do parque. No local também existe um restaurante e uma pequena loja de souvenires. Na última visita que realizei o almoço estava em torno de R$ 30,00 por pessoa - o problema é que o pagamento é realizado somente em espécie, não existe maquinas de cartões no local. Em relação aos artesanatos os valores começam a partir dos R$ 5,00 cada lembrança e tem valores mais expressivos também.

DICA 2: Na entrada da cidade de Eldorado existe uma casa de informações turísticas do local;
DICA 3: Levem tênis e roupa para caminhada em seus bauletos.

Como chegar até  lá:


SAINDO DE SÃO PAULO:

Rodovia Régis Bittencourt (BR116) passar por Tabõao da Serra, Embu, São Lourenço da Serra, Juquitiba, Miracatu, Juquiá, Registro. Seguir até Jacupiranga onde deve deixar a BR116 e entrar na cidade de Jacupiranga. Pegar a rodovia SP193 até Eldorado. Em Eldorado, pegar rodovia SP165 sentido Caverna do Diabo e Iporanga, são 70KM de Eldorado até Iporanga. Trecho todo feito por estrada asfaltada.

Rodovia Castelo Branco (SP280) passar por Araçariguama e Boituva, seguir até a saída para a rodovia SP127 - sentido Tatuí. Seguir esta rodovia até Itapetininga (não precisa entrar na cidade), seguir até o Trevo e entrar sentido Capão Bonito. Em Capão Bonito seguir a rodovia SP250 para Guapiara e Apiaí. De Capão Bonito até Apiaí a distância é de aproximadamente 90KM. Em Apiaí, seguir pela rodovia SP165 sentido Iporanga, passando pelo Núcleo de Santana e Bairro da Serra. A distância Apiaí - Iporanga é de aproximadamente 40KM de estrada de terra.

Saindo de São Paulo no sentido Litoral, pegar a Rodovia Imigrantes ou Anchieta sentido Mongaguá.
Passar Itanhaém, Peruíbe, Itariri, Pedro de Toledo até a rodovia BR116. Entrar na BR116 (sentido Curitiba) e passar por Miracatu, Juquiá, Registro e seguir até a cidade de Jacupiranga. Deixar a rodovia BR116, entrar na cidade e pegar a rodovia SP193 até Eldorado. Em Eldorado, pegar a rodovia SP165 sentido Caverna do Diabo e Iporanga. São 70KM de Eldorado até Iporanga. Trecho todo feito por estrada asfaltada.



SAINDO DE CURITIBA:

Rodovia Régis Bittencourt (BR116) seguir sentido São Paulo, passar pela cidade de Cajati e seguir até a cidade de Jacupiranga. Deixar a rodovia BR116, entrar na cidade e pegar a rodovia SP193 até Eldorado. Em Eldorado, pegar a rodovia SP165 sentido Caverna do Diabo e Iporanga. São 70KM de Eldorado até Iporanga. Trecho todo feito por estrada asfaltada.

Estrada de Colombo seguir sentido Colombo, passar por Adrianópolis e Ribeira chegando à cidade de Apiaí, trecho todo feito por estrada asfaltada. De Apiaí seguir para Iporanga (40 km de estrada de terra), passando pelo núcleo Santana e bairro da Serra (25 km).

Rodovia Régis Bittencourt (BR116) seguir sentido São Paulo, deixando a rodovia BR116, entrando na cidade de Barra do Turvo (Cerca de 40 km estrada asfaltada). Seguir de Barra do Turvo pra Iporanga ( cerca de 40km, estrada de terra).