sexta-feira, 30 de junho de 2017

Motociclistas x ações solidárias

          A Ação Solidária é praticada por muitos grupos de motociclistas, amigos se reúnem e fazem coletas daqui e dali e ajudam pessoas que estão passando por certas necessidades, isso é simplesmente fantástico.

          Você já se imaginou construindo casas para pessoas carentes, é o que o pessoal do Teto Brasil fazem, um grupo formado em sua maioria por estudantes e acredito que nós motociclistas também podemos fazer parte dessa história.

          O evento divulgado abaixo será na cidade de Curitiba, mas nada impede que você procure em sua cidade, então convidamos vocês a conhecer esse projeto, acessem o site http://www.techo.org/paises/brasil/ e passem a ser um doador ou então um voluntário do projeto.

          Recentemente um grupo do Teto Brasil aqui de Curitiba veio até nós para apresentar e pedir apoio ao projeto de construções de casas a pessoas necessitadas, eles conseguem executar esse projeto através de doações e de campanhas, uma delas é o Barreado Beneficente que será realizado no dia 02.-07.2017, às 12 horas na Paroquia Santo Antonio de Orleans, localizada na Rod. 277, km 4 em Curitiba, ao lado do viaduto da continuação da Avenida Toaldo Tulio.

          Os ingressos estão sendo vendidos a R$ 35,00 (adulto) e R$ 15,00 para crianças até 12 anos.

          O Teto é uma organização social presente em 19 países da América Latina e Caribe, que tem como objetivo superar a pobreza, realizando projetos sociais e fazendo um trabalho em conjunto com os moradores, transformando-os em protagonistas da sua própria história.





Há 10 anos no Brasil, o TETO é uma organização internacional presente na América Latina e Caribe, que trabalha pela defesa dos direitos de pessoas que vivem nas favelas mais precárias e invisíveis, diminuindo sua vulnerabilidade por meio do engajamento comunitário e da mobilização de jovens voluntários.
Há 10 anos no Brasil, o TETO é uma organização internacional presente na América Latina e Caribe, que trabalha pela defesa dos direitos de pessoas que vivem nas favelas mais precárias e invisíveis, diminuindo sua vulnerabilidade por meio do engajamento comunitário e da mobilização de jovens voluntários.
Com a implementação de um modelo de intervenção focado no trabalho lado a lado com moradores de comunidades, o TETO busca construir moradias mais dignas, promover a educação de crianças por meio de oficinas de leitura, formar lideranças comunitárias e envolver toda comunidade em projetos de melhoria para seus bairros.
O TETO possui três objetivos estratégicos:
(1) O fomento ao desenvolvimento comunitário em comunidades precárias, através de um processo de fortalecimento da comunidade, que desenvolva lideranças validadas e representativas, e que estimule a organização e participação de milhares de moradores de comunidades para a geração de soluções para os seus problemas. O desenvolvimento comunitário é considerado o eixo transversal da intervenção do TETO.
(2) A promoção da consciência e ação social, com ênfase especial na formação massiva do voluntariado crítico e propositivo, trabalhando em campo com os moradores das comunidades e envolvendo diferentes atores da sociedade no desenvolvimento de soluções concretas para superar a pobreza.
(3) Incidência em política, que promova as mudanças estruturais necessárias para que a pobreza não continue avançando e diminua rapidamente.
Há 10 anos no Brasil, o TETO é uma organização internacional presente na América Latina e Caribe, que trabalha pela defesa dos direitos de pessoas que vivem nas favelas mais precárias e invisíveis, diminuindo sua vulnerabilidade por meio do engajamento comunitário e da mobilização de jovens voluntários.
Com a implementação de um modelo de intervenção focado no trabalho lado a lado com moradores de comunidades, o TETO busca construir moradias mais dignas, promover a educação de crianças por meio de oficinas de leitura, formar lideranças comunitárias e envolver toda comunidade em projetos de melhoria para seus bairros.
O TETO possui três objetivos estratégicos:
(1) O fomento ao desenvolvimento comunitário em comunidades precárias, através de um processo de fortalecimento da comunidade, que desenvolva lideranças validadas e representativas, e que estimule a organização e participação de milhares de moradores de comunidades para a geração de soluções para os seus problemas. O desenvolvimento comunitário é considerado o eixo transversal da intervenção do TETO.
(2) A promoção da consciência e ação social, com ênfase especial na formação massiva do voluntariado crítico e propositivo, trabalhando em campo com os moradores das comunidades e envolvendo diferentes atores da sociedade no desenvolvimento de soluções concretas para superar a pobreza.
(3) Incidência em política, que promova as mudanças estruturais necessárias para que a pobreza não continue avançando e diminua rapidamente.
Há 10 anos no Brasil, o TETO é uma organização internacional presente na América Latina e Caribe, que trabalha pela defesa dos direitos de pessoas que vivem nas favelas mais precárias e invisíveis, diminuindo sua vulnerabilidade por meio do engajamento comunitário e da mobilização de jovens voluntários.
Com a implementação de um modelo de intervenção focado no trabalho lado a lado com moradores de comunidades, o TETO busca construir moradias mais dignas, promover a educação de crianças por meio de oficinas de leitura, formar lideranças comunitárias e envolver toda comunidade em projetos de melhoria para seus bairros.
O TETO possui três objetivos estratégicos:
(1) O fomento ao desenvolvimento comunitário em comunidades precárias, através de um processo de fortalecimento da comunidade, que desenvolva lideranças validadas e representativas, e que estimule a organização e participação de milhares de moradores de comunidades para a geração de soluções para os seus problemas. O desenvolvimento comunitário é considerado o eixo transversal da intervenção do TETO.
(2) A promoção da consciência e ação social, com ênfase especial na formação massiva do voluntariado crítico e propositivo, trabalhando em campo com os moradores das comunidades e envolvendo diferentes atores da sociedade no desenvolvimento de soluções concretas para superar a pobreza.
(3) Incidência em política, que promova as mudanças estruturais necessárias para que a pobreza não continue avançando e diminua rapidamente.
Há 10 anos no Brasil, o TETO é uma organização internacional presente na América Latina e Caribe, que trabalha pela defesa dos direitos de pessoas que vivem nas favelas mais precárias e invisíveis, diminuindo sua vulnerabilidade por meio do engajamento comunitário e da mobilização de jovens voluntários.
Com a implementação de um modelo de intervenção focado no trabalho lado a lado com moradores de comunidades, o TETO busca construir moradias mais dignas, promover a educação de crianças por meio de oficinas de leitura, formar lideranças comunitárias e envolver toda comunidade em projetos de melhoria para seus bairros.
O TETO possui três objetivos estratégicos:
(1) O fomento ao desenvolvimento comunitário em comunidades precárias, através de um processo de fortalecimento da comunidade, que desenvolva lideranças validadas e representativas, e que estimule a organização e participação de milhares de moradores de comunidades para a geração de soluções para os seus problemas. O desenvolvimento comunitário é considerado o eixo transversal da intervenção do TETO.
(2) A promoção da consciência e ação social, com ênfase especial na formação massiva do voluntariado crítico e propositivo, trabalhando em campo com os moradores das comunidades e envolvendo diferentes atores da sociedade no desenvolvimento de soluções concretas para superar a pobreza.
(3) Incidência em política, que promova as mudanças estruturais necessárias para que a pobreza não continue avançando e diminua rapidamente.
Há 10 anos no Brasil, o TETO é uma organização internacional presente na América Latina e Caribe, que trabalha pela defesa dos direitos de pessoas que vivem nas favelas mais precárias e invisíveis, diminuindo sua vulnerabilidade por meio do engajamento comunitário e da mobilização de jovens voluntários.
Com a implementação de um modelo de intervenção focado no trabalho lado a lado com moradores de comunidades, o TETO busca construir moradias mais dignas, promover a educação de crianças por meio de oficinas de leitura, formar lideranças comunitárias e envolver toda comunidade em projetos de melhoria para seus bairros.
O TETO possui três objetivos estratégicos:
(1) O fomento ao desenvolvimento comunitário em comunidades precárias, através de um processo de fortalecimento da comunidade, que desenvolva lideranças validadas e representativas, e que estimule a organização e participação de milhares de moradores de comunidades para a geração de soluções para os seus problemas. O desenvolvimento comunitário é considerado o eixo transversal da intervenção do TETO.
(2) A promoção da consciência e ação social, com ênfase especial na formação massiva do voluntariado crítico e propositivo, trabalhando em campo com os moradores das comunidades e envolvendo diferentes atores da sociedade no desenvolvimento de soluções concretas para superar a pobreza.
(3) Incidência em política, que promova as mudanças estruturais necessárias para que a pobreza não continue avançando e diminua rapidamente.
Há 10 anos no Brasil, o TETO é uma organização internacional presente na América Latina e Caribe, que trabalha pela defesa dos direitos de pessoas que vivem nas favelas mais precárias e invisíveis, diminuindo sua vulnerabilidade por meio do engajamento comunitário e da mobilização de jovens voluntários.
Com a implementação de um modelo de intervenção focado no trabalho lado a lado com moradores de comunidades, o TETO busca construir moradias mais dignas, promover a educação de crianças por meio de oficinas de leitura, formar lideranças comunitárias e envolver toda comunidade em projetos de melhoria para seus bairros.
O TETO possui três objetivos estratégicos:
(1) O fomento ao desenvolvimento comunitário em comunidades precárias, através de um processo de fortalecimento da comunidade, que desenvolva lideranças validadas e representativas, e que estimule a organização e participação de milhares de moradores de comunidades para a geração de soluções para os seus problemas. O desenvolvimento comunitário é considerado o eixo transversal da intervenção do TETO.
(2) A promoção da consciência e ação social, com ênfase especial na formação massiva do voluntariado crítico e propositivo, trabalhando em campo com os moradores das comunidades e envolvendo diferentes atores da sociedade no desenvolvimento de soluções concretas para superar a pobreza.
(3) Incidência em política, que promova as mudanças estruturais necessárias para que a pobreza não continue avançando e diminua rapidamente.

quinta-feira, 29 de junho de 2017

Irati Moto Fest - Irati - PR

          Neste fim de semana acontece o Irati Moto Fest, de 30 de junho a 6 de julho em Irati. O evento será realizado no Parque Aquático de Irati, a promoção, que reúne motociclistas de todo o Brasil, e inclusive alguns participantes de países da América do Sul, começa já na sexta-feira, dia 30, às 19h, com o Festival de FoodTrucks.

          No sábado, dia 1º de julho, a Moto Fest começa às 09h, com café da manhã exclusivo para os motociclistas. Às 15h, acontecerá o concurso da Garota Irati Moto Fest, também direcionado apenas a motociclistas que se inscreverem no evento. Em seguida, às 17h, será feita a entrega de troféus aos Moto Clubes. 

          À noite começam os shows gratuitos, abertos aos participantes e ao público em geral. Às 19h, apresenta-se a banda TiaSyll. Às 21h, será a vez da banda J River, com um tributo ao lendário grupo Creedence. Às 23h, o show grátis encerra com Legião Urbana Cover. 

          No domingo, dia 02, a programação segue das 09h às 18h com o Festival de FoodTrucks. 

          São aguardadas mais de 3.000 motos e um público circulante de 10.000 pessoas nos três dias da promoção.

          A cidade de Irati, na região central do Paraná, foi criada no dia 15 de julho de 1907, seu nome tem origem no vocábulo Tupi que quer dizer "rio ou região de mel". O desenvolvimento do município se deve a instalação da estrada de ferro que ligava São Paulo ao Rio Grande do Sul, e a construção da ferroviária dentro da cidade. 
          Com a chegada da estrada de ferro houve significativas melhoras no transporte, comércio e comunicações. Irati é um município brasileiro do estado do Paraná. Está situado a cerca de 150 km da capital Curitiba, na região Centro-Sul do estado, conforme dizem os habitantes, embora esteja oficialmente na região Sudeste do Paraná, conforme as mesorregiões estabelecidas pelo IBGE.
A população é formada pela mescla de diferentes etnias (especialmente poloneses e ucranianos que buscam manter costumes e tradições de seus ascendentes, o que torna a cidade bastante agradável).

          Está em Irati a maior imagem de Nossa Senhora das Graças do Mundo, com 22 m de altura e foi erguida para comemorar o aniversário do municipio.

          Passam pela cidade a BR-277, que corta todo o estado de leste a oeste(de Porto de Paranaguá a Foz do Iguaçu, fronteira com o Paraguai), e a BR-153, que corta o pais de norte a sul.




Relato pessoal:

          Bom, tenho uma relação direta muito boa com o município de Irati, aqui comecei a namorar e também realizei meu noivado com minha amada Sibely, tenho boas recordações de município e convido a todos a participar desse evento o qual conta com Marli Traple como uma das organizadoras.














terça-feira, 27 de junho de 2017

Itacaré Moto Fest

          O evento Itacaré Moto Fest ocorre no mês de setembro, tempo suficiente para você organizar sua turma e seguir para a cidade de Itacaré na Bahia, o evento ocorre entre os dias 14 a 17 de setembro. O evento esta sendo organizado pelo grupo Navegadores Moto Clube, com apoio da prefeitura municipal de Itacaré, Clayton Rodrigues (organizador) esteve em Curitiba divulgando o evento, segundo ele, essa edição contará com a presença de mais de 3.000 motos, com uma média superior a 6.000 participantes.

          Itacaré esta situada na Costa do Cacau, ao sul de Salvador, a pequena cidade de Itacaré abriga uma grande variedade de belezas naturais, praias maravilhosas, cachoeiras deslumbrantes, rios, manguezais e as melhoras ondas da Bahia. Itacaré é uma cidade de clima tropical, com temperatura média de 27ºc.

  A cidade é frequentada por surfistas desde a década de 80, hoje a cidade atrai todos os tipos de turistas e não faltam opções para quem busca praias paradisíacas, lazer e aventuras junto à natureza.



Clayton Rodrigues em pé a
esquerda
    Video do evento


Abaixo detalhes do evento, hotéis e pousadas.


INFORMAÇÕES DE CONTATO
Ligar (73) 99833-2894
@5itacaremotofest


http://www.navegadores-mc.com.br



























A cidade










Eventos anteriores





terça-feira, 20 de junho de 2017

Quais erros mais comuns em viagens de moto para o exterior

          Nessa matéria iremos elencar alguns dos erros mais comuns entre nós motociclistas, são relatos de amigos e experiências que passamos pelas estradas.

1)  Bagagem - não poderia deixar de ser o primeiro. A cada viagem realizada menor é o volume de bagagens que levamos. Nas primeiras viagens você imagina todos os cenários que irá passar e então pensa numa roupa para cada ocasião, bom, além da dificuldade do transporte dessa bagagem, isso pode gerar custos a mais no consumo da gasolina e do pneu O importante em viagens longas é a praticidade, de nada adianta você levar uma oficina mecânica em seu bauleto se você não souber como usá-las, nesses horas o telefone celular é uma ferramenta mais útil;

2) Telefones celulares -  Colocamos o telefone já na sequencia por ter sido mencionado no tópico anterior. Há de se tomar muito cuidado com o celular. Numa viagem ao exterior é necessário verificar os pacotes com sua operadora para não levar um susto no retorno. "Não, não vou fazer um plano, irei utilizar apenas o wi-fi dos hotéis" - Ok, você pode fazer isso, mas tome o cuidado de desligar a "rede móvel" do celular, isso é uma grande armadilha das operadores, aconteceu com este que aqui redige a matéria. No ano de 2014 realizei uma viagem e em meu retorno fui surpreendido com uma fatura de aproximadamente R$ 900,00 - Isso porque não desliguei a rede móvel, com isso o aparelho ficou buscando sinal o tempo inteiro.

3) Verificar documentos nas últimas horas - A documentação deve fazer parte inicial do planejamento de viagem - caso a pessoa queira viajar sem passaporte por exemplo, deverá levar consigo a carteira de identidade com no máximo 5 anos de emissão, para evitar problemas nas aduanas. Bom, aqui no Paraná até a presente data, renovar a carteira de identidade esta uma novela.

4) Planejamento do dinheiro - Outra pequena armadilha - Você realiza o planejamento de sua viagem e faz suas contas, então verifica que a gasolina la fora esta mais ou menos 18 pesos (Argentina) e então faz uma previsão de quantos km, multiplica e pronto, preciso de "x" pesos - Muita calma nessa hora - O peso esta equivalente a R$ 0,21 (2017), porém, isso é cotação, pois na hora da compra da moeda as Casas de Câmbio irão te vender a R$ 0,30 e lá na divisa (riscos) irão te vender por quase  R$ 0,25.

5) Cartão e Crédito - Viajar sem comunicar a instituição bancária ou administradora do cartão de crédito sobre o período da viagem - Pois bem, mesmo que seu cartão seja Internacional, ele não terá validade nenhuma se você não comunicar o banco - Isso pode ser feito via internet ou 0800 e é rápido - esse erro pode ser corrigido tão logo você chegue na primeira cidade, mas poderá passar uma vergonha na hora de abastecer ou parar para comer em algum restaurante logo que cruze a fronteira.

6) Não se preparar fisicamente - O sonho de muitos é viajar distante, mas isso pode significar ter que enfrentar dias e dias andando em média 600 km por dia, e aí? Como anda seu físico?

7) Não estudar roteiros antes da viagem - Estudar o roteiro é muito importante - você viaja milhas e milhas e acaba deixando de lado alguns pontos turísticos e passou do lado dele sem saber - Vamos citar Antofagasta - Todos viajam para lá pensando em visitar "La Mano", fica na beira da rota, tiram suas fotos e vão embora - Bom, em Antofagasta tem a "La Portada", tem o monumento do Trópico de Capricórnio, andando um pouco mais tem a Estação Baquedano, enfim, se você não estudar sua rota provavelmente deixará muita coisa para trás.

8) Depender muito de guias de turismo - é muito cômodo para um turista contratar um pacote e esperar que os guias lhe apresentem tudo aquilo que o destino lhe oferece. Não esqueça que guia de turismo não é babá e que um grupo conformado por muitas pessoas estará dependendo daquela mesma pessoa.Não deixe-se levar pela comodidade, sem se aventurar, sem errar para aprender, você não irá aproveitar as férias tão sonhadas, os destinos mais belos do mundo que você escolheu conhecer. Não dependa do guia de turismo para tudo, meta a cara e tenha uma experiência imersiva, arranhe no inglês, espanhol, italiano, procure aprender palavras em outros idiomas antes de viajar, será de suma importância para que você volte para casa com uma bagagem cheia de histórias para contar.

9) Viajar sem seguro médico - O seguro viagem representa um custo baixo em relação ao valor que você gastará numa viagem ao exterior. é aquilo que chamamos de mal necessário, você pode pagá-lo sem precisar usar, mas se acaso você precisar, ai, ai. Muitos turistas ignoram o fato de que podem ficar doentes durante suas férias, nestes momentos eles se arrependem de não ter contratado um seguro médico completo. 




10) Período de viagem - é interessante você pesquisar o clima do seu destino antes de pegar a estrada - visitar a Cordilheira no meio do ano significa encontrar estradas fechadas por conta do gelo e visitar o Peru no inicio do ano significa encontrar chuvas, você pode até ter sorte de não encontrar chuvas, mas essa é a regra.



11) Fotografias - A moda hoje são as selfs, um grande erro, na ânsia de registrar todos os cantos por onde passou, deixou de analisar esses cantos, a ansiedade venceu e você voltou de viagem cheio de registros mas vazio de experiências, elas não tomaram o tempo necessário para aproveitar tudo aquilo que sempre quiseram conhecer.

          Ainda em relação às fotografias, você deve tomar o cuidado para não sair disparando flash por ai afora - é importante verificar se pode tirar foto do local visitado, a Catedral de Salta por exemplo não admite fotografias em alguns ambientes.

12) Não comprar ingresso com antecedência - Um item complicado para nós motociclistas, devido aos imprevistos que podem ocorrer até chegar ao nosso destino, mas não comprar um ingresso antecipado pode ser um risco de viajarmos uma distância longa e não encontramos ingressos. Exemplo é Macchu Pichu no Peru, existem um determinado número de ingressos vendidos diariamente via internet - já pensou chegar lá e não ter nada disponível?

13) Não fazer reserva! - Outro item complicado para nós - não só em relação a hotéis, mas em alta temporada os melhores restaurantes e bares, aqueles mais bem criticados e badalados que coincidentemente são os que queremos sempre conhecer, estão lotados e com horas de espera na fila. Viagem não é hora de perder tempo, pois sempre temos muito a explorar. Se você fizer a reserva poderá aproveitar melhor seu tempo chegando no restaurante no horário que já havia planejado.

          No que se refere a hotéis, numa determinada viagem não realizei reservas para a cidade de Copiapó no Chile, uma cidade pequena e turística. Todos os hotéis estavam cheios , então tive que seguir viagem à noite até chegar à próxima cidade, e olha que nos dois primeiros hotéis visitados não haviam vagas.


14) Desconsiderar a cultura local - Quando iniciei meu processo de viagens para fora, minha ideia era pegar a estrada, curtir a paisagem, chegar nos hoteis e então procurar bons restaurantes. Pois é, o importante mesmo é você ler e aprender sobre o país que será seu destino, seus costumes. O que pega bem ou mal, quais roupas ou atitudes podem ser mal vistas, o que esperam de você. Alguns costumes podem ser adaptados para melhor convivência e para que você tenha uma experiência mais próxima possível de um morador. Mas o mais bacana nisso tudo é você poder conversar com as pessoas, desafiar-se, tentando falar no dialeto loca, conhecer as pessoas, suas paixões, suas dificuldades, isso enriquece muito a gente.


15) Não se atentar às regras de visitação - Certas atrações têm limitação de vestimenta, de idade, de altura e outros critérios próprios. Quando inserir uma atração em seu planejamento atente-se a essas regras e anote em seu roteiro para não se esquecer, pois é muito possível que isso aconteça e você seja impedido de fazer a visita que havia programado, perdendo tempo e dinheiro. Anotações são sempre bem-vindas em um planejamento de viagem.


segunda-feira, 19 de junho de 2017

Corrupção nas estradas - Caminera rouba turistas

Foto ilustrativa
          O fato aqui relado não ocorreu com nenhum amigo motociclista, mas poderia ter sido. Uma família de turistas brasileiros que viajavam pelo Paraguai viveram momentos de terror na manhã de 16 de junho, segundo as denuncias, eles teriam sido extorquidos por agentes da Patrulla Caminera em San Bernardino.

          A família alugou um veículo e foram até San Bernardino, ali foram parados pelos policias que, além do dinheiro acabaram ficando com um relógio. Quando os policiais perceberam que era uma família de turistas obrigaram o pai de família a sair do veículo e ingressar dentro de uma sala (isso nós conhecemos bem), nessa sala teria sido forçado a entregar todo o dinheiro sobre ameaças de terem infringido regras de trânsito de luz baixa e que isso era passível de prisão e proibição de sair do país.

Foto ilustrativa
          O motorista ficou em estado de choque, levaram G 1.400.000 (guaranis) e também R$ 1.100,00 e um relógio. Os policias não estavam com seus porta nomes nos uniformes. O caso foi adiante, entraram em contato com o Chefe de Destacamento Inspetor Germán Denis o qual disse não saber de nada, este por sua vez entrou em contato Marcelo Perez, o qual disse que os brasileiros haviam sido parados por andar pela contra-mão.

          Esse caso acabou tendo uma repercussão negativa na imprensa paraguaia, a população em geral recriminou tal atitude, mas casos semelhantes acontecem também como nossos hermanos argentinos, existem muitos relatos de amigos motociclistas que foram extorquidos durante duas viagens.

sexta-feira, 9 de junho de 2017

Peru - Reglamento para el ingreso, salida y permanencia temporal de vehículos de uso particular para turismo

          A partir de 2017 o governo peruano publicou o “Reglamento para el ingreso, salida y permanencia temporal de vehículos de uso particular para turismo” por meio do DECRETO SUPREMO Nº 076-2017-EF, documento que estabelece novas regras para os estrangeiros que viajam em veículos ao Peru e para os nacionais daquele país que desejam viajar ao exterior.

          A partir desse decreto, o Peru passa a reconhecer o direito aos brasileiros de viajarem em veículos em nome de terceiros, inclusive alugados, e procedendo o registro prévio on line, facilitando sobremaneira o acesso aquele país.

          Cabe lembrar os veículos financiados através de leasing, os quais permanecem em nome das financeiras até a sua liquidação. Esses por sinal também são obrigados a emitir a Autorização para Trafego de Veículos fora do Terrirório Nacional. 

          O Peru era o único entre os países da América do Sul que não permitia que um terceiro ingressasse com veículo em seu nome. Esse país é preparado para o turismo nas grandes cidades e destino e tem a preocupação de crescer corretamente nos novos serviços, combatendo a corrupção. Esse novo formato de internação vai permitir muito mais agilidade, facilitando grupos grandes de motocicletas. Agora teremos uma Aduana ágil, correta, tratado com mais respeito aos turistas, inclusive pelos agentes aduaneiros que não terão que perder tanto tempo nos processos de internação. 

Nossa capa do Blog
Foto tirada entre Puno e Cusco
Foto: Arlete Levandovski
Entenda as novas medidas

          O Regulamento para o ingresso, saída e permanência temporária de veículos de uso particular para o turismo está disposto em 4 títulos, 15 artigos, 1 disposição complementar final e 2 disposições complementares transitórias e as novas regras têm vigência a partir do dia 29 de maio (60 dias contados a partir do dia seguinte a da publicação, conforme estabelece art. 2º do referido decreto).

          A norma diz respeito ao ingresso, saída e permanência temporária de veículos de uso particular para o turismo, definindo como beneficiário o turista qualificado como tal na autorização de ingresso temporário outorgada pela Autoridade Migratória e aquele residente no Peru em que a migração autorize sua saída temporária do país.

          Entre as novidades está a modificação no Certificado de Ingresso Temporário/ Saída Temporária a ser emitida não mais somente de forma física, mas também eletrônica por meio de acesso ao web site da Superintendência Nacional de Aduanas e Administração Tributária – SUNAT do Peru (vide passo a passo ao final).

          A norma mantém a definição de que o ingresso do veículo permitido é de uso particular, ou seja, não se presta a veículos de frete, retribuição ou contraprestação (como utilizado mediante cobranças de passagens).

          Outra medida de destaque é a definição de que o veículo pode ser de propriedade do beneficiário ou apenas encontra-se sob sua posse legal, superando a restrição anterior que não permitia a condução de veículo em nome de terceiros (pessoa física ou jurídica), distinta do turista. O item 4.1 do regulamento deixa claro as condições do governo peruano:

“4.1 Para o ingresso e permanência temporária no país dos veículos, o beneficiário deve apresentar a Administração Aduaneira o seguinte:”

“1. Documento oficial apresentado perante a autoridade migratória.” (No caso de brasileiros o passaporte ou Registro Geral emitido no prazo de até 10 anos, destacando que não tem validade outros documentos nacionais brasileiros, como CTPS, carteiras profissionais ou mesmo a CNH para esse fim de identificação).

“2. Autorização migratória que consigne o prazo de estadia outorgado pela Autoridade Migratória.”

“3. Documento oficial que comprove a propriedade do veículo; ou contrato de aluguel ou documento que comprove a posse do veiculo, legalizado pelo consulado peruano ou apostilado pela autoridade competente no país da matrícula do veículo, conforme o caso.” (Nesse caso, o Detran de cada estado, na ausência de consulado, poderá emitir um registro complementar junto ao documento de propriedade indicando a posse ao beneficiário da norma).

“4.2 a Administração Aduaneira autoriza o ingresso e permanência temporária do veículo com a expedição do certificado subscrito pelo beneficiário com características de declaração juramentada. Com a expedição do referido documento o veículo se constitui como garantia vinculada em favor do Estado e pelo valor dos tributos que, se for o caso, afete a sua importação para o consumo e o beneficiário se constitui como depositário do veículo.”

          O prazo da internação temporária será sempre igual ao prazo estabelecido pela Autoridade Migratória. Destaca-se que no caso do veículo não ser do beneficiário, o contrato de locação ou mesmo a autorização/procuração para conduzir deve ter o prazo da estadia fora do país expressamente consignado. Assim é sempre importante que o turista declare o tempo que deseja permanecer em viagem ao Peru, podendo ser prorrogado a critério da Autoridade Migratória.

          Os veículos que ingressarem no Peru devem obter o Seguro Obrigatório de Acidentes de Trânsito – SOAT, vigente por todo o tempo da permanência temporária no Peru. Esse seguro pode ser obtido na fronteira em Iñapari. Em Rio Branco, a empresa Eme Amazônia faz a intermediação do seguro previamente, facilitando o tempo de permanência na fronteira.

Norma prevê multa para quem não retirar do país o veículo no prazo
Foto: Arlete Levandoviski


          Outra novidade nessa nova Norma é a previsão de multa dentro do prazo de 30 dias uteis seguintes ao vencimento do prazo inicialmente consignado de permanência. Antes a pena nesses casos era de perdimento do veículo, o que causou grandes transtornos a turistas que tiveram problemas como pane ou acidente e não conseguiam se retirar do país no prazo de internação temporária. O perdimento ainda permanece se o beneficiário não pagar a multa no prazo de 30 dias e não se retirar do país em 48 horas após o pagamento da multa ou, ainda, utilizar o veículo com fim distinto do turístico particular.

Passo a passo para o registro on line

Inicialmente tenha em mãos os documentos do veículo e pessoais (Passaporte ou RG).

Passo 1: acesse http://www.sunat.gob.pe/index.html
 
Passo 2: clique aba Aduanas
Passo 3: clique ícone Operatividad Aduanera lista Mis Servicios
 


Passo 4: na lista TRABAJO EN LÍNEA, no ítem Sistema de Información Anticipada de Vehículos y Pasajerosclique em – Registrar



Passo 5 e seguintes: proceda o preenchimento dos formulários:
I. Buscar Veículos
II. Datos de Viaje
III. Datos de Vehículo
IV . Datos de personas
 


          Ao final, imprimir os dados informados e com as confirmações enviadas ao endereço eletrônico, juntando cópias dos documentos do veículo e do condutor (RG ou passaporte, CNH). Anexar cópia da “tarjeta da migración” que será entregue quando da entrada e registro no Peru e apresentar-se no posto aduaneiro da fronteira para validação do procedimento.

Serviço

          Consulado Geral do Peru em Rio Branco, Acre, único estado brasileiro que tem interligação terrestre oficial com o país vizinho, está estabelecido na Rua Maranhão, 280 - Bosque - Centro, Rio Branco, Acre, CEP: 69908-240, telefones (+5568) 3224-2727 / 3224-0777, Email: consulperu-riobranco@rree.gob.pe.
Fonte:

acreaovivo.com.br