domingo, 7 de maio de 2017

Escapou a corrente

          O relato a seguir aconteceu com esse mesmo que escreve, não posso dizer que foi descuido pois na véspera do ocorrido foi feita a conferência da corrente da moto.

          Mensalmente realizamos passeios por cidades próximas a Curitiba, distâncias entre 100 a 200 km. Além de organizar também revezo na função de Road Captain e ferrolho com meu amigo Silvio Laerte. 

          Nesse último passeio (maio/2017) estávamos a caminho de Cerro Azul , uma estrada muito acidentada com muitas lombadas, além do excesso de curvas, fazendo com que as mudanças de marchas sejam constantes. 

          Um imprevisto aconteceu em minha moto,  infelizmente a corrente escapou e por sorte não aconteceu algo pior. Como estava de ferrolho demorou um pouco para o pessoal perceber que eu não seguia junto com o bonde, fiquei ali sozinho na estrada, então desmontei os bauletos (de aço), ergui a moto e pedi para a minha esposa colocar um dos bauletos debaixo da moto, com isso consegui girar a roda traseira e recolocar a corrente e então comecei a ajustá-la, nesse momento chegou o amigo Nilson que me deu uma força para concluir o serviço, após ajustar a corrente , dei um aperto no parafuso da roda.

          Bom, na estrada fiz um ajuste caseiro, agora a orientação é levar até uma oficina para ver se coroa e pinhão não foram danificados, muito embora tenham funcionado perfeitamente após o trabalho realizado.

          Fica a dica para não confiar muito no seu taco, não dê apenas uma olhada superficial, sempre verifique as correntes e também o parafuso da roda, um travamento em alta velocidade pode ocasionar um sério acidente.

          Com a folga pequena, uma mudança na distância entre os centros das rodas dentadas devido ao movimento da suspensão, resultará em tensão excessiva na corrente.

          Nessas condições, a corrente e a transmissão ou a carcaça do motor podem ser danificadas e o excesso de fricção afetará negativamente para o rendimento do veículo.

          Uma folga excessiva na corrente produzirá fortes oscilações quando o veículo estiver em movimento. Nessas condições, a corrente pode soltar-se das rodas dentadas e danificar as peças atingidas.

Ajustando a corrente:
  • Solte a porca do eixo traseiro até que a roda possa ser movida;
  • Solte a contraporca do ajustador, ajuste a folga girando a porca ou parafuso de ajuste;
  • Nos ajustadores tipo caracol, gire as placas de ajuste;
  • No ajustador está incluída uma escala para indicar a posição de ajuste. Certifique-se de que a escala de ajuste está na mesma posição em ambos os lados.
  • Após o ajuste, reaperte a porca do eixo até o torque especificado.

Verifique novamente a folga da corrente:

  • Aperte a contraporca dos ajustadores;
  • Ajuste a folga do pedal do freio traseiro. (Esta etapa será desnecessária em casos de freio a disco.);
  • Ajuste o ponto de atuação do interruptor da luz do freio traseiro.

2 comentários: